Caso de policiaNa quarta feira (25), a polícia militar foi acionada por uma mulher que relatou estar passando por necessidades financeiras, e por isso resolveu fazer um empréstimo em uma empresa do ramo, e entrou em um site que tinha o nome de outra empresa já conhecida e que dizia ser seu representante. Após conversa através de e-mail e aplicativo WhatsApp, veio a contratar o serviço com os funcionários da empresa, onde um deles se identificou como diretor e advogado. Depois de receber o contrato através de seu e-mail, foi informada que para autorização seria necessário realizar um deposito no valor R$ 250,00, em envelope em um determinado banco, e que após efetivar o deposito recebeu nova mensagem através do aplicativo WhatsApp, informando que para o valor solicitado ser liberado seria necessário aguardar a conferência do valor que foi depositado. pouco depois, recebeu uma ligação telefônica oriunda do estado de São Paulo, onde uma suposta funcionaria dizia que, devido o deposito ter sido realizado em envelope, somente dentro de alguns dias uteis o dinheiro seria conferido e após seria confirmado a liberação do empréstimo solicitado, ou então, seria necessário que outro depósito deveria ser realizado através de transferência bancaria, e que o valor desta garantia solicitada seria ressarcido quando do recebimento do valor contratado no empréstimo.   Fato sequente, a vítima depositou o dinheiro, e pouco depois recebeu outra ligação solicitando mais depósitos como garantia. Ao todo, a vítima depositou aproximadamente nos dois dias em que recebeu as ligações, um montante de R$1699,00, e somente quando esteve novamente em uma casa lotérica para realizar um novo depósito foi reconhecida pela atendente que lhe alertou quanto estar sendo vítima de um golpe por parte de estelionatários.    Diante o alerta, a vítima desistiu de realizar o ultimo deposito e foi até uma loja física da empresa contratada pelo site, e lá foi informada de que os contratos realizados pela empresa são feitos apenas fisicamente, e que não existe representante desta em sites hospedados na rede de computadores. o boletim de ocorrência foi registrado e encaminhado para os órgãos competentes para que fossem tomadas as devidas providências.   A polícia militar alerta que, quando for contratar serviços ou comprar produtos via internet, primeiro se certifique de que a empresa é idônea e se realmente existe, e se for fazer transações financeiras, primeiro procure saber onde fica a loja física mais perto e se certifique que não está sendo enganado por estelionatários e jamais forneça seus dados quando solicitados em telefonemas ou e-mails suspeitos.  Em transações financeiras, principalmente empréstimos, bancos e conveniados jamais solicitarão depósito de calção ou segurança para liberar o valor contratado, vez que as taxas exigidas já estão embutidas no valor final das prestações a serem pagas.

 

Polícia Militar, cuidando da nossa cidade e de todos nós.

 


About the Author


Comments are closed.

DICAS DO SARGENTO AMILTON:

Produzido por jornalaraxa.com.br

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS DICAS

Arquivos de Posts


Últimas Notícias


Direto ao Assunto


Siga-me

https://www.facebook.com/amilton.moreira.7334 https://www.facebook.com/amiltonmarcos.marcos http://www.futebolaraxa.com.br/NOVOSITE/?page_id=7341 http://www.futebolaraxa.com.br https://twitter.com/amiltonmarcos